Quando eu ficar velho

Parque Halfeld Juiz de Fora

Quando eu ficar velho,

Vou ficar!

Quero sentar-me no Parque Halfeld,

Ver a vida passar,

Ver os jovens passarem,

Ver o mundo acontecer…

Quando eu ficar velho,

Será que vou ficar?

Quero caminhar por  Juiz de Fora,

– Que será uma loucura,

Maior do que já é —

E ver as coisas lindas

Que sempre existem nesta terra.

Quero ver o calçadão,

amo o calçadão.

Quero andar atropelado de gente

de bons dias,

de ois tudo bem?,

como vai?…

Há quanto tempo!…

Quero andar pelas ruas,

Quero ver o Museu…

Eu velho, o museu jovem…

Quero ver nos meus dias,

Serão mesmo bons dias?

Serão mesmos como vai?

Serão mesmo oi?

Serão `mais jovens todos,

todos,

todos!

E eu estarei ali,

Sentado no Parque Halfeld,

Maravilhoso, sensacional, impar,

A ver o mundo passar…

Laizo, Artur. Coisas da Noite, 1997:5.

Anúncios

2 comentários em “Quando eu ficar velho

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s