UNHA ENCRAVADA

pedicure

Eu passei um tempo em minha vida onde as minhas unhas dos pés não eram encravadas. Não doíam e eu podia usar qualquer tipo de sapato. Eu tinha unhas bonitas e pés bonitos também. Eu cuidava e gostava de ver meus pés descalços pisando no tapete da sala. Gostava de usar meias caras, importadas, de seda que encaixavam nos meus pés como uma segunda pele.

Eu tinha pés bonitos que sustentavam meu corpo e mereciam cuidado e carinho. Minhas unhas não eram encravadas.

O tempo passa, o corpo sofre e, infelizmente, as unhas se encravam… O que faz com que as unhas se encravem? Por que elas se viram para dentro do dedo e passam a doer. Sapato apertado? Tênis pequeno? Idade? Velhice? Degeneração?

Claro que hoje aos noventa e dois anos, não consigo mais cortar minhas unhas dos pés e, talvez por isso, elas estejam doendo, encravadas. Estão sentindo saudade do tempo em que eu podia cuidar delas, fazer carinho, quase beija-las na boca.

Sinto muito! Há outras coisas em mim que estão se encravando: o coração tem dias que dói, eu não sei se ele também sente minha falta de atenção. Falta de ar e o pulmão está encravado nos duzentos e vinte anos que fumei como ninguém. E se eu enumerar, talvez eu esteja encravado em uma vida que a algum tempo já deveria ter terminado.

Hoje, no entanto, o que incomoda é só a unha do dedão esquerdo. Ou seria a do direito? Acho que são as duas.

Anúncios

2 comentários em “UNHA ENCRAVADA

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s